Perfeito para todas as estações

Nepal Inesquecível

No interior do Nepal, o país central do Himalaia desafia os sentidos com sua infinidade de visões, sons e aromas. O imponente Monte Everest e algumas das outras montanhas mais altas do mundo oferecem ​​atrações panorâmicas inesquecíveis. As ruas sinuosas com seus bazares coloridos exalam a vibe chique do boho – uma releitura da era hippie! A rica história e cultura do país com seus numerosos e antigos mosteiros, templos e outros marcos fascinantes, fazem do Nepal um destino muito popular na trilha dos peregrinos. Sim, o Nepal é realmente a terra de mil templos. Tente visitá-lo durante um dos muitos eventos culturais e religiosos e festivais - há mais de 50 deles para se escolher!

Bandipur
close

Bandipur

No meio do caminho entre Kathmandu e Pokhara, você descobrirá a encantadora cidade de Bandipur. Antigo entreposto comercial neuari, Bandipur destaca-se por ter conservado de forma inacreditável seus ricos legados culturais, históricos e arquitetônicos. No século XVIII, após a conquista do vale de Katmandu, a misteriosa aldeia de montanha foi transformada em um próspero e movimentado entreposto comercial - os comerciantes vinham do Tibete com almíscar, ervas da montanha, peles de animais e cavalos. Chita, tabaco, vidro e querosene vieram da Índia Britânica. No entanto, o Nepal abriu as portas para o mundo na década de 1950, e em 1972 a rodovia Katmandu-Pokhara foi construída, desviando-se de Bandipur. Esta decisão acabou sendo uma bênção que permitiu que a cidade conservasse suas características originais. As construções ainda firmes e robustas são atualmente usadas ​​para abrigar lojas, cafés e alojamentos. Hoje, a encantadora cidade convida os viajantes a experimentar sua ampla variedade de atrações – a maravilhosa arquitetura neuari, a incrível vista das montanhas, os fascinantes templos e festivais, as cavernas sagradas e as paisagens do glorioso vale de Kathmandu. As montanhas de Bandipur são ideais para caminhadas por trilhas (especialmente no Dumre Bazaar) que levam você a aldeias tribais, florestas virgens e antigas fortalezas que se tornaram santuários no alto das monhanhas.​
Procurando um itinerário para visitar Bandipur com a gente? Contate-nos
Mustang
close

Mustang

O último reino independente do Nepal, Mustang ou Mustang Superior é um lugar sublime. A energia espiritual que emana das paisagens intocadas, e a cultura vigorosa dos povos das montanhas fazem valer a pena o esforço de uma caminhada. Este reino oculto e espetacular, com seus vales áridos e falésias de arenito, é uma das regiões mais protegidas do mundo. Geograficamente, o Mustang fica no limite do planalto tibetano, num mundo totalmente à parte. Como antigamente fazia parte do Grande Tibete, Mustang permanece intacto e deslumbrante. É um tesouro de arte budista tibetana, com seus afrescos, manuscritos raros e antigos, livros sagrados escritos em ouro, lindas thangkas de seda e estátuas em bronze ou cobre. A grande atração do Mustang é a lendária cidade murada de Lo-Manthang, a antiga capital de sua realeza, que continua a viver no local. Mustang oferece trilhas magníficas, e prometem aventura e vistas surpreendentes. Passe por aldeias isoladas e conheça famílias locais, descubra a incrível diversidade cultural, seus santuários e mosteiros budistas coloridos e absorva a profunda quietude em meio à quase mágica paisagem. Do alto dos estreitos penhascos, uma visão incrivelmente surreal - as coloridas formações rochosas exibem filas de milhares de inexploradas cavernas artificiais escavadas há séculos atrás. Mustang também hospeda muitos festivais e cerimônias religiosas. Se a sua estadia coincidir com o Festival de Tiji em Lo-Manthang, fique na cidade durante os três dias de celebrações e veja o espetáculo deslumbrante com dança, música e encenações de lendas tradicionais realizadas pelos monges budistas.
Procurando um roteiro de viagem para Mustang com a gente? Contate-nos.
Bardia
close

Bardia

Uma viagem a Bardia, o maior parque nacional do Nepal que se estende pelo Terai é uma excelente oportunidade de se observar a vida selvagem em um ambiente bastante protegido e não perturbado pelo turismo. O Parque Nacional de Bardia abriga vastas áreas de florestas, pradarias e savanas, um habitat ideal para muitas espécies de animais selvagens. Bardia é o lar do ameaçado tigre de Bengala, do rinoceronte de um chifre, dos elefantes selvagens e de uma incrível variedade de mamíferos (30 espécies diferentes), répteis, animais aquáticos e pássaros (mais de 250 espécies). Estas florestas do sudoeste do Nepal estão a apenas uma hora de voo e oferecem uma combinação perfeita de natureza, cultura e aventura, e você ainda pode desfrutar do luxuoso conforto dos charmosos hotéis da selva. Ande silenciosamente pela selva em elefantes ou faça um safári de jipe ​​para ver os animais de perto; emocionantes caminhadas pela natureza o esperam, acompanhado por naturalistas experientes; combine sua aventura na selva com rafting no rio mais longo do Nepal, o poderoso Karnali, - se você tiver sorte, você pode até ver os golfinhos do Ganges altamente ameaçados de extinção, ou um gharial (espécie de crocodilo nativo do subcontinente indiano). Se quiser experimentar a pesca, os rios Karnali e Babai são duas ótimas opções. As aldeias dos povos indígenas Tharu e Dangora cercam o Parque, oferecendo uma grande chance de interagir com os encantadores habitantes locais e aprender sobre sua cultura. A melhor época para visitar Bardia é durante o outono, inverno ou início do verão, quando o clima é quente e seco. A Bardia é acessível por terra, por ar, ou pode-se até mesmo descer o poderoso rio Karnali até o parque.
Procurando um itinerário para uma viagem a Bardia? Contate-nos
Bandipur
close

Bandipur

No meio do caminho entre Kathmandu e Pokhara, você descobrirá a encantadora cidade de Bandipur. Antigo entreposto comercial neuari, Bandipur destaca-se por ter conservado de forma inacreditável seus ricos legados culturais, históricos e arquitetônicos. No século XVIII, após a conquista do vale de Katmandu, a misteriosa aldeia de montanha foi transformada em um próspero e movimentado entreposto comercial - os comerciantes vinham do Tibete com almíscar, ervas da montanha, peles de animais e cavalos. Chita, tabaco, vidro e querosene vieram da Índia Britânica. No entanto, o Nepal abriu as portas para o mundo na década de 1950, e em 1972 a rodovia Katmandu-Pokhara foi construída, desviando-se de Bandipur. Esta decisão acabou sendo uma bênção que permitiu que a cidade conservasse suas características originais. As construções ainda firmes e robustas são atualmente usadas ​​para abrigar lojas, cafés e alojamentos. Hoje, a encantadora cidade convida os viajantes a experimentar sua ampla variedade de atrações – a maravilhosa arquitetura neuari, a incrível vista das montanhas, os fascinantes templos e festivais, as cavernas sagradas e as paisagens do glorioso vale de Kathmandu. As montanhas de Bandipur são ideais para caminhadas por trilhas (especialmente no Dumre Bazaar) que levam você a aldeias tribais, florestas virgens e antigas fortalezas que se tornaram santuários no alto das monhanhas.​
Procurando um itinerário para visitar Bandipur com a gente? Contate-nos
Mustang
close

Mustang

O último reino independente do Nepal, Mustang ou Mustang Superior é um lugar sublime. A energia espiritual que emana das paisagens intocadas, e a cultura vigorosa dos povos das montanhas fazem valer a pena o esforço de uma caminhada. Este reino oculto e espetacular, com seus vales áridos e falésias de arenito, é uma das regiões mais protegidas do mundo. Geograficamente, o Mustang fica no limite do planalto tibetano, num mundo totalmente à parte. Como antigamente fazia parte do Grande Tibete, Mustang permanece intacto e deslumbrante. É um tesouro de arte budista tibetana, com seus afrescos, manuscritos raros e antigos, livros sagrados escritos em ouro, lindas thangkas de seda e estátuas em bronze ou cobre. A grande atração do Mustang é a lendária cidade murada de Lo-Manthang, a antiga capital de sua realeza, que continua a viver no local. Mustang oferece trilhas magníficas, e prometem aventura e vistas surpreendentes. Passe por aldeias isoladas e conheça famílias locais, descubra a incrível diversidade cultural, seus santuários e mosteiros budistas coloridos e absorva a profunda quietude em meio à quase mágica paisagem. Do alto dos estreitos penhascos, uma visão incrivelmente surreal - as coloridas formações rochosas exibem filas de milhares de inexploradas cavernas artificiais escavadas há séculos atrás. Mustang também hospeda muitos festivais e cerimônias religiosas. Se a sua estadia coincidir com o Festival de Tiji em Lo-Manthang, fique na cidade durante os três dias de celebrações e veja o espetáculo deslumbrante com dança, música e encenações de lendas tradicionais realizadas pelos monges budistas.
Procurando um roteiro de viagem para Mustang com a gente? Contate-nos.
Bardia
close

Bardia

Uma viagem a Bardia, o maior parque nacional do Nepal que se estende pelo Terai é uma excelente oportunidade de se observar a vida selvagem em um ambiente bastante protegido e não perturbado pelo turismo. O Parque Nacional de Bardia abriga vastas áreas de florestas, pradarias e savanas, um habitat ideal para muitas espécies de animais selvagens. Bardia é o lar do ameaçado tigre de Bengala, do rinoceronte de um chifre, dos elefantes selvagens e de uma incrível variedade de mamíferos (30 espécies diferentes), répteis, animais aquáticos e pássaros (mais de 250 espécies). Estas florestas do sudoeste do Nepal estão a apenas uma hora de voo e oferecem uma combinação perfeita de natureza, cultura e aventura, e você ainda pode desfrutar do luxuoso conforto dos charmosos hotéis da selva. Ande silenciosamente pela selva em elefantes ou faça um safári de jipe ​​para ver os animais de perto; emocionantes caminhadas pela natureza o esperam, acompanhado por naturalistas experientes; combine sua aventura na selva com rafting no rio mais longo do Nepal, o poderoso Karnali, - se você tiver sorte, você pode até ver os golfinhos do Ganges altamente ameaçados de extinção, ou um gharial (espécie de crocodilo nativo do subcontinente indiano). Se quiser experimentar a pesca, os rios Karnali e Babai são duas ótimas opções. As aldeias dos povos indígenas Tharu e Dangora cercam o Parque, oferecendo uma grande chance de interagir com os encantadores habitantes locais e aprender sobre sua cultura. A melhor época para visitar Bardia é durante o outono, inverno ou início do verão, quando o clima é quente e seco. A Bardia é acessível por terra, por ar, ou pode-se até mesmo descer o poderoso rio Karnali até o parque.
Procurando um itinerário para uma viagem a Bardia? Contate-nos


Bem-vindo a bordo!

Scroll Top
Scroll Top